Pular para o conteúdo principal

Figura lendária do samba capixaba, Edson Papo Furado completa 82 anos

Nascido em 25 de março de 1939, o sambista Edson Rodrigues Nascimento, lenda viva do samba capixaba, completa nesta quinta-feira, 82 anos. Casado, pai de nove filhos, sempre nos bares da Rua Sete e marcado na história da cultura do Espírito Santo. Este é Edson Papo Furado.

O lendário sambista capixaba Edson Papo Furado . (FOTO: Flávio Almeida/Arquivo)
O capixaba de Serra-Sede é um artista singular e que encara a vida de um jeito bem-humorado, com samba, cachaça e comida. Começou desde cedo a se envolver com a cultura em rodas de congo do município serrano. 

Papo Furado é uma das testemunhas da história do samba capixaba. Ele ganhou grande destaque na cidade de Vitória quando desceu o morro e conquistou o asfalto como o primeiro intérprete da Unidos da Piedade.  É um dos fundadores da tradicional escola de samba, no anos de 1955, da qual é considerado o intérprete de honra.

Com seus passos lentos, senso de humor apurado e samba na alma, se constituiu no grande baluarte não somente na história da Piedade, mas do próprio samba do Estado. Já compôs diversos sambas-enredo para a Unidos da Piedade e já gravou nove álbuns, com composições próprias e clássicos do samba.

Shows até no exterior
Sua trajetória no samba o levou a fazer shows no Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e até em Portugal. Papito, como também é conhecido, mora em Vitória desde 1945, onde conheceu o samba nos bares, ritmo que entrou de vez em sua vida no Rio de Janeiro. 

"Passei 26 anos entre Rio e Vitória. Lá, minha casa era a Lapa e aqui é a rua Sete. Aqui, quando a gente batia um samba, a polícia levava. Fui preso quatro vezes na mesma noite", lembrou em uma entrevista.


Homenagens
Edson Papo Furado foi destaque do documentário Anjo Preto (2007), de Gui Castor, que retrata a história e trajetória da velha guarda do samba capixaba. Em 2010, foi eleito como o Embaixador do Samba pelo projeto Samba com Gentileza, idealizado por Raimundo de Oliveira.

Em 2011, foi feito uma homenagem ao artista através da criação do bloco Arrastando Papo, uma mistura de arrastar conversa com papo furado. No Carnaval de Vitória de 2015, foi homenageado pela Piedade, inclusive desfilando em um carro alegórico, nos 60 anos da agremiação.

Já em 2018, Edson Papo Furado foi um dos homenageados na sessão solene realizada na Assembleia Legislativa (Ales), em alusão ao Dia Nacional do Samba, comemorado em 2 de dezembro.

Rua Sete
No Bar do Nei, na Rua Sete de Setembro, no Centro de Vitória, diuturnamente, é possível encontrar Edson Papo Furado, que se diz um apaixonado pela rua, considerada berço da boemia na capital capixaba. 

O tradicional Samba da Xepa ocorria todo sábado no local, antes da pandemia. Apesar disso, para ser mais exato, o sambista é morador do Morro da Fonte Grande.

Um vídeo inédito gravado em outubro de 2019 pela equipe do OMMC mostra Papo Furado num samba com alguns amigos no Bar do Nei (assista acima).

Comentários

Mais lidas

Muita arte com 66 apresentações artísticas gratuitas das regiões Central e Sul do ES

Rappers lançam videoclipe contra o presidente do Brasil

oficialSMG lança seu primeiro EP intitulado "Uma Carta"