Pular para o conteúdo principal

Drima lança "Acrobata" e traduz a realidade do artista capixaba independente

O artista capixaba Drima, 21, acaba de apresentar o novo single Acrobata, seu primeiro trabalho solo. O trabalho do produtor musical e compositor é totalmente independente e está disponível em todas as plataformas digitais de músicas.

O artista capixaba Drima, que acaba de se lançar o primeiro trabalho solo. (FOTO: Victória de Sousa)
Natural de Vila Valério, no Noroeste do Espírito Santo, Drima atualmente mora em Vitória e apresenta na música um estilo de rima bem direto e autêntico. "O intuito do som é expor as dificuldades do artista capixaba independente, principalmente quem é do interior e veio pra correria da capital", conta.

Em Acrobata, o artista detalha as dificuldades enfrentadas em sua nova fase na capital capixaba. O trabalho tem produção do beatmaker Box.

Drima, que atua como produtor musical e compositor há cinco anos, adianta que tem em sua programação lançamentos com temática semelhante ao longo de 2021.

Carreira
O artista Raury Rodrigues, o Drima, nasceu no dia 13 de setembro de 1999 e é natural de Vila Valério, cidade onde morou até os 19 anos. 

É co-fundador do grupo de rap RegistroGeral, que conta com Box e também Maick, e criador do movimento Quarta da Rima (2015-2016) em sua cidade natal. O capixaba é compositor dos hits Fumaça Densa e Subestimados.


A letra da música:
Degustando a vida com calma
Sempre fui bom de temperar
Desgastando a vida com calma
Sempre sabendo aproveitar

Vitamina D só pela janela do bus
Infinito e além, pode me chamar de buzz
Mas não é brinquedo, muito menos brincadeira
Com o poder da palavra
Ces gastou pra falar asneira

Tamo pra mudar o curso, respeita minha arte impagável preço de custo, ideia alta por isso aciona juros

Eu juro, nunca aprendi a perder!

Se não é o troféu é o aprendizado
Parece a mesma rima, só mais remendos na alma Desistir de tudo ou ter história contada
Vida é equilíbrio e eu sou acrobata

Não atração de circo, simples entretenimento
Se não servir pra salvar vida, livra do afogamento! 

Ajusto minhas velas, aproveito o vento 
Traço meus curso e diploma é o talento
Faço isso fácil, sem nadar no raso
Degusto a vida, tempo tem preço alto

Eu nem vejo saída, se é uma benção
Toque de Midas, top de midias
Top de mídias, longe do toc do Judas

Não me tocam, tocar as almas sem fazer culto, só fazer som
Meu coração bate forte duvido que o seu não
Daquelas que te arrepia, ainda questiono será que sou bom

Apropriado, roça sem espaço
Uns amigos se foram cedo, tu iria fica calado? 
Mas nem só por isso e é por isso que eu vivo
Pelos meus que eu vibro, filho da puta não bate de frente com esse telhado de vidro

Drima, na melhora tá fácil, mostrar que é amigo
O estádio sabe quem tava comigo
Não viver de status, não viver falido
Correndo muito e não ser um fodido

Degustando a vida com calma
Sempre fui bom de temperar
Desgastando a vida com calma
Sempre sabendo aproveitar

Ficha técnica
Música: Acrobata
Data de lançamento: 19 de março de 2021
Composição, mixagem e masterização: Drima (@rauryrod.rg
Beat: Box (@gabrielbox.rg
Fotografia, redação e mídia: Victória de Sousa (@vicz.toria
Figurino: Vittoriano (@vittoriano_
Vídeo: PilacoLife (@pilacolife)

Comentários

Postar um comentário

Mais lidas

Muita arte com 66 apresentações artísticas gratuitas das regiões Central e Sul do ES

Rappers lançam videoclipe contra o presidente do Brasil

oficialSMG lança seu primeiro EP intitulado "Uma Carta"