Pular para o conteúdo principal

Festa da Penha 2022 será totalmente presencial, com shows, missas e romarias

A Festa da Penha, terceira maior festa mariana do Brasil e festa da padroeira do Espírito Santo, será totalmente presencial, com shows, missas e romarias em 2022. O evento religioso, histórico e cultural, em sua 452ª edição, ocorrerá entre 17 e 25 de abril. A decisão foi anunciada nesta quinta-feira (24) pela Comissão Organizadora da festa.

Festa da Penha voltará a ser presencial. (FOTO: Gustavo Andrade/OMMC)
A festa da padroeira capixaba seguirá todos os protocolos sanitários estabelecidos pelo governo do Estado. O uso de máscara não será obrigatório nos locais abertos, mas apenas recomendado.

O tema da festa este ano será "Saúde dos Enfermos, rogai por nós", trecho da Ladainha de Nossa Senhora. A escolha é justamente uma alusão tanto à retomada quanto da cautela que ainda é preciso ter neste período.

Romarias
Estão confirmadas as romarias, a exemplo das tradicionais Romarias dos Homens e das Mulheres e até show nacional. A programação completa será anunciada na próxima segunda-feira (28), e haverá atrações da Festa da Penha, além de Vila Velha, nas cidades de Vitória, Cariacica e Serra. 

A Santa Iluminada, que nos últimos anos pôde ser vista na Praça do Papa, estará em outros pontos da Grande Vitória. A Missa de Encerramento voltará a ocorrer no Parque da Prainha.

Campinho do Convento durante o oitavário da Festa da Penha de 2019. (FOTO: Renata Esgário)
Inclusive aconteceu no início da manhã desta quinta-feira (24), um café com autoridades municipais de prefeituras do Espírito Santo e com Dom Dario Campos, Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Vitória, além de representantes da Comissão Organizadora da Festa da Penha. O encontro aconteceu na residência episcopal em Ponta Formosa, na Capital capixaba.

O Guardião do Convento, Frei Djalmo Fuck explica que está sendo preparada uma festa presencial e com romarias, por isso é importante dialogar com o poder público. "A importância de construirmos unidade, a gente quer trabalhar em comunhão com o poder público, com as prefeituras, com a secretaria de saúde, para realizarmos a Festa da Penha com segurança. A comunhão com o poder público, com as autoridades é extremamente fundamental, construir esse diálogo com todos", afirma Frei Djalmo.

Dom Dario fala que ampliando a vacinação, podemos organizar uma bonita manifestação pelas ruas. "A importância de termos o poder público juntos na preparação, divulgação, execução e realização da Festa da Penha é fundamental. Se temos o poder público conosco vamos dar aquilo que nosso povo está querendo que é a realização da festa", comenta.

Com informações da assessoria do Convento da Penha

Comentários

Mais lidas

Marien Calixte Jazz Music Festival neste fim de semana, em Vila Velha

Samba e pagode para curtir a estreia do Brasil na Copa do Mundo

Reveja a integra do segundo dia Marien Calixte Jazz Music Festival