Pular para o conteúdo principal

Dia Nacional da Mulher Negra é marcado por homenagens e debates em Vila Velha

Centenas de mulheres fizeram questão de se reunir no auditório do Titanic, no Praça Duque de Caxias, Centro de Vila Velha nesta quinta-feira (25), no Dia Nacional da Mulher Negra. 

Na ocasião participaram do "Julho das Pretas", uma ação para celebra a luta, a resistência e a busca por identidade e empoderamento da mulher negra.

O evento no Titanic marcou o Dia Nacional da Mulher Negra. (FOTO: Fabricio Lima/PMVV)

Um dos destaques foi o lançamento do programa "Vila Velha Afroempreendedora", que incentivará a criação de novas opções renda e empreendimento.

A vereadora de Vila Velha Patricia Crizanto destacou a importância do evento para a cidade canela-verde e principalmente para as mulheres negras. “Uma grande felicidade de ver a grande quantidade de pessoas presentes nesse dia, que é um momento muito importante. É um momento de fazer valer a nossa voz”, disse Patricia, que é presidente da Frente Parlamentar de Igualdade Racial.

A vice-governadora do Espírito Santo, Jaqueline Moraes, falou da necessidade do apoio das políticas públicas para um olhar diferenciado para as causas da mulher negra. Ela lembrou de discriminações sofridas no passado. “Sempre mantive a autoestima e me fortaleci. Era camelô no Centro de Vitória e foi lá que me motivei a mostrar quem eu sou hoje”, afirmou Jaqueline.

Durante o evento, a poetisa Thais de Oliveira, do coletivo Poesia Marginal, declamou uma poesia que demonstra o preconceito existente no dia a dia contra a mulher negra. Além do Poesia Marginal, representantes do Movimento Negro Unificado, do Museu Capixaba do Negro, e do jornal Palavra de Mulher – primeiro jornal feminino do Estado – estiveram presentes.

Comentários

Mais lidas

Projeto Emdoremi comemora 7 anos com apresentação em Vila Velha

Dan Abranches no The Voice Brasil

Com música até em francês, Gabi Brown lança o álbum "Zeugma"