Pular para o conteúdo principal

Desenhos de André Carloni são restaurados e entregues à Biblioteca Central da UFES

Um dos desenhos de André Carloni que foram restaurados. (FOTO: UFES)
Foram entregues na sala de Coleções Especiais da Biblioteca Central da UFES, oito desenhos de autoria do desenhista, arquiteto e decorador André Carloni, que foram restaurados pelo Núcleo de Conservação e Restauração (NCR) do Centro de Artes, dentro do projeto “Conservação dos desenhos em bico de pena de André Carloni”, coordenado pela conservadora e restauradora Albanize Monteiro, servidora da Universidade.

Os desenhos em bico de pena de André Carloni foram realizados durante a década de 60, retratando paisagens de Vitória no início do século XX e são importante fonte de pesquisa sobre o desenvolvimento urbano da cidade e registro artístico do projetista e construtor. 

Albanize explica que o projeto teve o apoio cultural da ArcelorMittal e foi desenvolvido em três etapas: "A primeira foi a conservação/restauração de nove desenhos. A segunda foi a realização do curso 'Higienização e acondicionamento de obras de arte sobre papel', e a terceira etapa foi a confecção e distribuição da mídia digital para as Bibliotecas Central e Setorial do Centro de Artes da Ufes e para o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)", ressaltou a servidora.

Os trabalhos de restauro dos nove desenhos - dos quais oito fazem parte do acervo da Seção de Coleções Especiais da Biblioteca Central da Ufes e um pertence ao acervo do IPHAN -, foram desenvolvidos pela conservadora/restauradora Karoline Marques Stelzer, no Núcleo de Conservação e Restauração da Ufes. O processo envolveu a higienização, remoção de fitas adesivas, desacidificação dos suportes, pequenos reparos e acondicionamento dos desenhos.

Albanize também destaca que foi oferecido o curso de capacitação “Higienização e acondicionamento de obras de arte sobre papel” para profissionais e bolsistas que trabalham com este tipo de acervo em instituições públicas, como é o caso dos bolsistas do curso de Artes Plásticas e Visuais que trabalham no NCR, na Galeria Homero Massena, no MAES, na Galeria de Arte Espaço Universitário e monitores da aula de gravura e alunos do curso de arquivologia.

O curso teve 32 horas de aula teórica e prática e foi dividido em dois módulos. O primeiro, com conteúdo teórico, foi apresentado pelo professor Attilio Colnago, abordando a história e o desenvolvimento da fabricação do papel e noções de preservação e conservação. O segundo módulo, de conteúdo teórico e prático, foi ministrado pela conservadora Karoline Stelzer, que abordou a ética de conservação/restauração e as técnicas de procedimentos de conservação preventiva, como higienização, obturação de pequenos orifícios, reforço de rasgos e acondicionamento.

A confecção da mídia digital, que consta da biografia de André Carloni e do relatório final das atividades do projeto, foi desenvolvida por Albanize Monteiro e a reprodução fotográfica dos nove desenhos foi realizada pelo fotógrafo David Protti. Segundo Albanize, o objetivo da distribuição dessa mídia é servir como fonte de pesquisa e estudo para alunos e pesquisadores, já que os originais encontram-se emoldurados ou guardados em reservas técnicas, sem a necessidade de retirá-los do seu acondicionamento.

Comentários

Mais lidas

Reveja o tempo real: 'Equilibrium Festival'

Equilibrium Festival acontece neste sábado (15), em Vila Velha

Rap e samba: Melanina MCs participam de clipe com Tunico e Martinho da Vila