Pular para o conteúdo principal

Dead Fish faz show com a turnê "30+1" no próximo sábado (19), em Vila Velha

A banda capixaba Dead Fish, residente em São Paulo/SP, retornou oficialmente aos palcos em 2022 com a turnê "30+1", em comemoração aos 31 anos de estrada. Isso depois de não conseguir circular com a turnê de 30 anos por conta da pandemia.

E no próximo sábado (19), a banda de hardcore desembarca em terras capixabas para um show em Vila Velha. Rodrigo Lima (vocal), Igor Tsurumaki (baixo), Marcos Melloni (bateria) e Ric Mastria (guitarra) se apresentam no Correria Music Bar, na Praia de Itaparica, a partir de 21 horas.

A banda Dead Fish está em turnê de 31 anos. (FOTO: Divulgação/Dead Fish) 
O repertório será com os clássicos da banda, que tem discos discos de estúdio, quatro álbuns ao vivo, três DVDs e milhares de shows, sendo referência no cenário hardcore nacional.

Entre as músicas que serão apresentadas, estão as do álbum Ponto Cego, lançado em 2019 com faixas inéditas de forte teor lírico e crítico sobre a situação política, econômica e social do Brasil, e as do álbum Lado Bets, de 2020, que levou as raridades da banda pela primeira vez ao streaming.

Na abertura do evento se apresentam as bandas Gritos, Cinza, Atonato e Tape Reading.

A agenda de shows da Dead Fish está cheia. Na sexta-feira (18), se apresentam no Circo Voador, no Rio de Janeiro/RJ, e no domingo (20), em São Bernardo do Campo, no interior paulista. No próximos meses fazem show ainda em cidades a exemplo de Curitiba/PR, Florianópolis/SC, Porto Alegre/RS, Goiânia/GO, Belém/PA e Porto Velho/RO.

A banda
Tudo começou em Vitória, no ano de 1991 quando a banda então despretensiosa Stage Dive substituiu seu vocalista Marcelo "Suicidal" por Rodrigo Lima. A partir daí, os integrantes passaram a afiar suas habilidades com seus instrumentos e, depois que descobriram que já existiam bandas de mesmo nome, rebatizou o grupo para Dead Fresh Fish, que logo depois foi abreviado para Dead Fish.

Inicialmente tocando covers de Ramones, Bad Brains e Bad Religion, a banda passou a compor suas próprias músicas, fazer seus primeiros shows e a gravarem algumas demos até lançarem o álbum de estreia Sirva-se, pela Lona Records, em 1998, que vendeu mais de dez mil cópias em um ano, rompendo a barreira da música independente. Depois disso, a banda montou um selo próprio (que no começo era fictício), a Tereceiro Mundo Produções Fonográficas, e lançaram o segundo álbum Sonho Médio.

No começo dos anos 2000, a banda passa por algumas mudanças, tanto nos integrantes, como na sonoridade e até mesmo no selo de seus discos, que passaram a ser lançados pela Deckdisc. Além disso, o grupo se vê em outro patamar ao receber o prêmio VMB na categoria “banda revelação”, lançando o DVD MTV Apresenta Dead Fish

Até hoje, a Dead Fish continua fazendo sucesso nacional e internacional, com lançamento de álbuns, promoção de shows e turnês, além de receber premiações importantes. A banda já passou por várias trocas de integrantes ao longo da carreira.

Serviço
Show da turnê Dead Fish 30+1
Data e horário: 19/fev (sábado), às 21h
Local: Correria Music Bar - Av. Estudante José Júlio de Souza, 740, Praia de Itaparica, Vila Velha
Ingressos: R$ 50 (3º lote)
Vendas: Site Bilheto
Classificação: 16 anos
Informações: (27) 98116-3325


Com informações do portal Universo Retrô

Comentários

Mais lidas

Íris Cupertino lança a música "Pouca Roupa", com participações de Reygn, GD e VTbeats

Agenda Capixaba #61

Agenda Capixaba #66: shows, festas e eventos culturais de 21 a 27 de março