Pular para o conteúdo principal

Tião Xará e Bete Mendes (SP) são os homenageados do 29º Festival de Cinema de Vitória

O 29º Festival de Cinema de Vitória, que acontece de 19 a 24 de setembro, no Centro Cultural Sesc Glória irá homenagear dois grandes artistas.

O advogado de formação, Sebastião Ribeiro Filho, o Tião Xará, uma personalidade múltipla na cena cultural capixaba, como cineclubista, produtor, realizador audiovisual, fotógrafo, compositor e ambientalista, é o Homenageado Capixaba.

E a atriz Bete Mendes (SP), com mais de 50 anos de carreira e uma das personalidades mais importantes para as artes cênicas e para o audiovisual no Brasil, é a Homenageada Nacional.

O homenageado capixaba Tião Xará. (FOTO: Thaís Gobbo)
Os homenageados receberão o Troféu Vitória e um caderno biográfico inédito que aborda as suas trajetórias. A escolha do produtor capixaba e da atriz Bete Mendes reforça o trabalho de documentação e da construção de memória da produção cultural brasileira realizada pelo Festival de Cinema de Vitória ao longo das últimas duas décadas.

Para Lucia Caus, diretora do 29º FCV, "Tião Xará, com sua vivência múltipla em diversas áreas, personifica o talento dos produtores culturais do Espírito Santo, além de ser uma figura fundamental para o cineclubismo capixaba. Homenageá-lo é uma oportunidade de contar parte da história da cultura do nosso estado".

"Fico muito emocionado por ter sido convidado, mas espero que o que tenho feito seja uma semente, uma inspiração para que as pessoas continuem na luta, porque não vou ficar aqui muito tempo, o tempo aqui tá passando, né? As pessoas têm que pensar bastante no coletivo, lutar bastante coletivamente", disse o homenageado.

Figura central em diversos momentos da produção cultural brasileira, a atriz Bete Mendes tem um currículo com dezenas de trabalhos no cinema, na televisão e no teatro. Sobre ser homenageada no 29º Festival de Cinema de Vitória, ela se diz honrada.

"Fico numa felicidade imensa com essa homenagem, porque esse festival é extraordinário, o trabalho que vocês fazem é genial", comemorou a atriz, que complementou: "Estou felicíssima com essa homenagem".

Para a diretora do Festival de Cinema, "é uma grande satisfação para o nosso evento realizar esse trabalho documental sobre figuras tão importantes da cultura brasileira. Bete Mendes é a personificação do talento e da resistência, tão característicos da produção cultural brasileira".

O 29º Festival de Cinema de Vitória conta com o patrocínio do Ministério do Turismo, através da Lei de Incentivo à Cultura. A realização é da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA).

A homenageada nacional Bete Mendes. (FOTO: Selmy Yassuda)
Sobre Tião Xará
Natural de Castelo, cidade localizada na região Sul do Espírito Santo, Tião começa sua história na cultura no meio cineclubista. Foi membro do Cineclube Universitário, entre 1979 a 1983; fundador e presidente da Federação de Cineclubes do Espírito Santo (gestão 1981/82), onde também foi coordenador do Plano de Expansão do Cinema Cultural do Espírito Santo, em 1982. Além de ter atuado como diretor de publicações no Conselho Nacional de Cineclubes (1982/84) e segundo tesoureiro da instituição (2004/06); e tesoureiro da OCCA- Organização dos Cineclubes Capixabas (2020/22).

Sobre Bete Mendes
Paulista, da cidade de Santos, Bete Mendes surge profissionalmente em 1968, na peça A Cozinha, de Arnold Wesker, com tradução de Millôr Fernandes e direção de Antunes Filho. No mesmo ano, brilhou na sua estreia na televisão, ao interpretar Renata na novela Beto Rockfeller. A produção é um marco na teledramaturgia brasileira e mudou o rumo das tramas televisivas.

Comentários

Mais lidas

Samba e pagode para curtir a estreia do Brasil na Copa do Mundo

Elemento Zero apresenta novo baixista para iniciar produção de EP

Reveja a integra do primeiro dia Marien Calixte Jazz Music Festival