Pular para o conteúdo principal

Songbook do renomado violinista Maurício de Oliveira é lançado

A família de Maurício de Oliveira tem a honra de convidar a todos para o lançamento do primeiro Songbook do renomado violonista capixaba que será realizado no Teatro Universitário da Ufes no próximo dia 12, às 19h30. Este é um empreendimento familiar que contou com a parceria do Instituto Sincades.

No lançamento haverá uma mesa de autógrafos composta pelo organizador do livro e genro do violinista, Benedito Geraldo Miglio Pinto, e dois filhos do músico, Heloísa e Tião de Oliveira. Antes, às 18h30, será exibido no Cine Metrópolis o documentário O Pescador de Sons, produzido em 2007 e dirigido por Clóvis Mendes.

O violinista Maurício de Oliveira, falecido em 2009. Familiares lançam trabalho com obras musicais do artista. (FOTO: Divulgação/Cena Vitória)
O Songbook consta de algumas de suas obras musicais escritas em partituras e cifras, registros fotográficos de importantes momentos de sua carreira, da sua biografia que, à propósito, foi baseada no livro Maurício de Oliveira: o pescador de sons (2001), obra escrita por Marien Calixte, e um CD com 21 músicas executadas por ele, e que estão relacionadas neste Songbook.

Esta foi uma ousada iniciativa que envolveu os familiares em cooperação mútua na concretização do projeto. Por ocasião do lançamento, estarão à venda 200 exemplares, ao valor unitário de R$ 50,00 e esta venda será revertida para o tratamento do cantor capixaba Alexandre Lima. Outros exemplares serão doados às Escolas e Universidades de Música, entidades culturais e bibliotecas. E, com mais uma nova boa notícia: a família já trabalha no projeto do segundo volume do Songbook, portanto mais surpresas virão.


Capa do Songbook. (FOTO: Divulgação)
Ícone da cultura capixaba
Maurício de Oliveira é considerado um ícone da cultura do Espírito Santo. Nasceu em Vitória, em 19 de julho de 1925, e, aos seis anos, já se dedicava à música. Foi o primeiro brasileiro a gravar em disco a obra completa para violão de Heitor Villa-Lobos. É autor de obras como a Dança do Chico Prego, homenagem ao personagem capixaba e Canção da Paz, que foi apresentada no 5º Festival Mundial da Juventude, em Varsóvia (Polônia), e lhe rendeu o segundo lugar no evento.

O capixaba também recebeu o prêmio "Estácio de Sá", do Rio de Janeiro, por sua atuação no conjunto Hélio Mendes, e foi homenageado no Prêmio Taru, no Teatro Carlos Gomes. Trabalhou na Rádio Espírito Santo e exerceu a função de professor de violão na Escola de Música do Estado do Espírito Santo. Integrou o lendário Conjunto Vagalume. Em diversas ocasiões apresentou-se na noite capixaba e, nos anos 60 foi o maestro e arranjador de todas as canções apresentadas nos quatro festivais capixabas de música. Contraiu em 2008 o Mal de Alzheimer, vindo a falecer em Vitória em 1º de setembro de 2009, aos 84 anos.

Biografias: O Pescador de Sons (2001), vida e a obra do violonista capixaba Maurício de Oliveira, livro de autoria da jornalista e escritora Marien Calixte; O Pescador de Sons (2007), documentário dirigido por Clóvis Mendes; e O Violão Brasileiro (2008), programa apresentado pelo violonista Fábio Zanon na Rádio Cultura FM.

Fonte: Cena Vitória

Comentários

Mais lidas

Peregrino das Artes faz grafite decor na residência de músico capixaba

Série capixaba "Não Sabe Brincar, Não Desce to Play" estreia dia 13 de setembro

Congo é sinônimo tradição e cultura no Espírito Santo