Pular para o conteúdo principal

Festival Cine.Ema começa nesta segunda (18) em formato semipresencial

A partir desta segunda-feira (18), a 7ª edição do Cine.Ema – Festival Nacional de Cinema Ambiental do Espírito Santo, inicia sua programação com mostra gratuita de filmes, bate-papos, debates sobre cinema e sustentabilidade e oficinas.

O formato deste ano reúne ações online para acesso nacional, e também presenciais voltadas às Regiões das Montanhas Capixabas, do Frade e a Freira e de Aracruz, que vão até 05 de novembro. Confira a programação completa no site do evento.

O evento terá sua sétima edição no Espírito Santo. (FOTO: Divulgação)
A abertura oficial será às 19h30, com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube e Instagram do projeto. Participam a jornalista Sônia Bridi e o repórter cinematográfico Paulo Zero, que irão compartilhar histórias e experiências vividas em mais de 25 anos de produção de documentários cobrindo os efeitos das mudanças climáticas no Brasil e no mundo. A mediação fica por conta da apresentadora e jornalista Luanna Esteves. 

Trazer essa abordagem para o primeiro dia de festival, é o prato cheio para refletir sobre a temática de 2021 “A Natureza é a Nossa Escola”, que propõe pensar sobre como estamos lidando com os ensinamentos da natureza e as mudanças provocadas ao meio ambiente a partir da relação entre as pessoas e o meio onde vivem. 

Nesse mesmo sentido, a mostra de cinema é a cereja do bolo do festival, e reforça o compromisso com as questões ambientais da atualidade e a sustentabilidade através das vias culturais. Os filmes seguem os critérios de adequação à proposta e alinhamento com o tema da edição, ficando disponíveis para acesso de qualquer pessoa no site do festival.

Para a Mostra Nacional Competitiva Cine.Ema, foram selecionados 13 curtas-metragens dos gêneros ficção, animação e documentário, que serão julgados por um júri de 30 professores pertencentes a essas regiões. Os prêmios somam R$ 4 mil. Já a Mostra Não-Competitiva Cine.Eminha, que difunde filmes ambientais para a garotada, estará com quatro curtas.  

A novidade deste ano é a Mostra Paulo Freire, também com quatro filmes selecionados, que homenageia o centenário do pedagogo e patrono da educação brasileira, e busca refletir sobre a importância de um aprendizado emancipador e criativo através da arte e cultura.

O Cine.Ema é uma realização da Caju Produções e Ministério do Turismo, com patrocínio do Grupo Águia Branca, Decolores e Imetame. Conta também com o apoio da Reserva Águia Branca e do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema). 

Parte da programação será presencial em Vargem Alta. (FOTO: Jow Rodd)
O Cine.Ema
O Cine.Ema é um projeto cultural nacional e multiplataforma de educação ambiental, cujo objetivo é gerar consciência através do cinema, com difusão e premiação de obras audiovisuais que reflitam sobre memória, paisagens, realidades e desafios do meio ambiente de forma sensível e criativa. 

Inspirado na Pedra da Ema, ícone paisagístico e natural de Burarama e no significado universal da Ema, mãe natureza, a Mostra Nacional de Cinema Ambiental do Espírito Santo foi realizada pela primeira vez em 2015.

O projeto promove atividades formativas para crianças e adultos de comunidades que margeiam patrimônios naturais brasileiros, além de seminários ambientais reflexivos e temáticos que envolvem os desafios sustentáveis do nosso tempo. O Cine.Ema integra a rede de realizadores de festivais ambientais do Brasil, e é o único festival de cinema anual com este recorte temático realizado no Espírito Santo.

Comentários

Mais lidas

Agenda Capixaba #47

Agenda Capixaba #48

Agenda Capixaba #46