Pular para o conteúdo principal

Rap e samba: Melanina MCs participam de clipe com Tunico e Martinho da Vila

Afari, Mary Jane, Geeh e Lola do Melanina MCs estão em êxtase. É que na última sexta-feira (07), foi lançado o vídeo-clipe da música Quero Quero, originalmente de Martinho da Vila (RJ) e que foi regravada pelo filho do mesmo, Tunico da Vila (RJ), com a participação das capixabas.

Integrantes do grupo Melanina MCs gravaram música após convite de Tunico da Vila (RJ). (FOTO: Reprodução/Instagram)
O clipe está disponível no canal de Tunico no YouTube. A produção do vídeo foi de Rubinho Rimatt, que teve também direção de Déborah Sathler, fotografia de Jota Junior e Thiago Izoton, e a produtora responsável foi a Atitude Inicial.

A cantora Lola, integrante do Melanina, havia divulgado em fevereiro no Twitter que tinham recebido o convite do sambista carioca. O clipe foi gravado ao lado de BK (RJ), Djonga (MG), Rashid (SP), Kamau (SP), Dexter (SP) e Rappin' Hood (SP), além de Tunico e Martinho.
        

Na conta oficial no Twitter do Melanina MCs, as meninas afirmaram estar sem palavras para descrever a participação. "Não temos nem palavras! São nossas vozes, representando as mulheres e o Espírito Santo, em uma samba raiz, com versão original lançada em 1977, em um dos primeiros álbuns do Martinho da Vila", escreveram na publicação.

Elas publicaram também sobre o fato de mesclar rap com samba e de cantar ao lado de grandes nomes da música brasileira. "A ideia de regrava-la e dar voz ao rap nessa nova versão foi de um dos seus filhos, Tunico da Vila, que fez o convite pessoalmente e nos deu essa oportunidade maravilhosa de cantar junto com vários monstros".

Em São Paulo
O grupo Melanina MCs participou no último domingo (02), do Festival Path, que aconteceu na região da Av. Paulista, na capital paulista. A apresentação aconteceu na praça Alexandre de Gusmão. Segundo o TAB, projeto multimídia do portal UOL, uma multidão acompanhou show mesmo debaixo de forte chuva.

Na apresentação elas falaram de empoderamento feminino e periférico e mostraram, em rimas, um discurso combativo.
Quem também participou do festival, mas no sábado (1º), foi o cantor capixaba Fabriccio.

Ainda no dia 02, o grupo capixaba marcou presença no Festival Lula Livre, que aconteceu ma Praça da República. Dezenas de artistas nacionais participaram do evento, entre eles, a banda Dead Fish.

Comentários

Mais lidas

Clássicos dançantes na Noite do Flashback, em Vitória

Volapuque lança primeiro disco experimental com show em Vitória