Pular para o conteúdo principal

Tião Xará recebe homenagem no Festival de Cinema de Vitória por sua contribuição para a cultura capixaba

A emoção tomou conta da noite de encerramento do 29º Festival de Cinema de Vitória no último sábado (24). O multiartista Tião Xará foi o Homenageado Capixaba desta edição.

Ele subiu ao palco do Teatro Glória, no Centro cultural Sesc Glória, para receber o Caderno do Homenageado, uma publicação biográfica exclusiva que aborda sua trajetória e o Troféu Vitória pela sua contribuição à cultura capixaba, além do carinho do público.

Tião Xará foi o Homenageado Capixaba desta edição do festival. (FOTO: Thais Gobbo/Acervo Galpão IBCA)
O músico João Moraes, amigo do homenageado, foi quem entregou o Troféu a Tião Xará. “Tem pessoas, seres humanos, entidades, que representam a sua região. Elas são o reflexo dos seus espaços, da cidade e do estado. É o caso do Tião. Eu tenho muito orgulho de ser amigo dele. E de ter sido convidado para entregar esse prêmio”, disse ele emocionado.  

Tião começou seu discurso agradecendo ao Festival de Cinema de Vitória pela homenagem. “Eu estou extremamente honrado e comovido com essa homenagem. Para não perder a mania de cinema, eu fiz aqui roteiro, com uma sequência, para não esquecer nenhum registro e fiz 13 anotações (risos)”, contou.

E completou: “Primeiro agradecer imensamente a Lucia Caus, ao pessoal que fez o caderno, toda a produção pelo carinho. Este festival, nós que somos da área e as pessoas que frequentam, temos um carinho muito especial. Queria também render uma homenagem a Vera Viana e ao Orlando Bomfim, que na trajetória do festival tiveram contribuições muito importantes”.

Depois ele agradeceu a pessoas fundamentais para a sua construção o universo do audiovisual e de todas as lutas que ele travou ao longo de mais de 40 anos.

Tião Xará também agradeceu a presença da família e falou sobre a importância dos seus pais e dos amigos na sua trajetória.

“Fazer um agradecimento a minha família. Meus irmãos estão aqui. Nossos pais, minha mãe Penha e meu pai Sebastião, que já não estão com a gente mas nos deram uma família com muito amor e muita harmonia e são muito importantes na minha vida. E essa importância eu levo para os amigos, que são pessoas que ao longo da trajetória a gente vai encontrando e criando essas raízes”.

Leia mais

Comentários

Mais lidas

Grandes atrações musicais nas festas do município de Fundão

Professor capixaba de dança lança videodança online

Em primeiro single após “rebatismo”, Thiago Maré lança “Marés” no dia do seu aniversário