Pular para o conteúdo principal

Diversidade cultural e história marcam desfile em Vila Velha

Um espetáculo de cores, criatividade, elementos históricos e muita cultura marcou o desfile cívico-militar em comemoração aos 484 anos de história do Solo Espírito-Santense e pelo aniversário de Vila Velha, nesta quinta-feira (23), no Centro da cidade canela-verde. Cerca de 15 mil pessoas acompanharam o evento, mais de 11 mil em transmissão ao vivo pelas redes sociais da Prefeitura de Vila Velha e aproximadamente 4 mil de forma presencial.

Milhares de crianças e adolescentes das escolas municipais participaram do desfile, em Vila Velha. (FOTO: Gustavo Andrade/OMMC)

Antes do desfile, o governador Renato Casagrande passou em revista às tropas da Polícia Militar. Na sequência, autoridades políticas e militares do município e do Estado participaram do hasteamento das bandeiras do Brasil, do Espírito Santo e de Vila Velha. Logo após, o fogo simbólico, que na quarta-feira (22) foi transposto do Palácio Anchieta - sede do Governo do Estado, em Vitória - para a Prainha, chegou à Praça Duque de Caxias pelas mãos do surfista Krystian Kymerson. 

Posteriormente o chefe do Poder Executivo estadual assinou, com o prefeito Max Filho, o decreto que estabelece, nesta quinta-feira (23), como a Capital capixaba. "Vila Velha merece todas as celebrações. A cidade é berço do Espírito Santo e exerce papel de protagonista no Estado", afirmou Max Filho, que estava ao lado do governador Renato Casagrande.

Quatro helicópteros do Notaer abriram o desfile cívico-miltar em Vila Velha. (FOTO: Gustavo Andrade/OMMC) 
A novidade deste ano ficou por conta da abertura, quando quatro helicópteros sobrevoaram a Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro, onde ocorria o desfile cívico-militar. As aeronaves são do Núcleo de Operações do Transporte Aéreo (Notaer) da Policia Militar e, perfiladas, encantaram adultos e crianças. Desfilaram as Policias Civil e Militar, o Exército Brasileiro, os aprendizes da Marinha (EAMES), o Corpo de Bombeiros, a Guarda Municipal de Vila Velha, os guarda vidas e a Defesa Civil.

Após a apresentação das forças armadas, 28 escolas da rede municipal de educação, com um total de 1,2 mil alunos, desfilaram. Com o tema “Capixaba, muitas culturas, uma história”, foram homenageados 17 municípios. Para o desfile, os estudantes pesquisaram a história de cada cidade e identificaram aspectos da cultura, da história, da economia e das belezas naturais que marcam cada uma delas.

As ferrovias, a estação Pedro Nolasco, os índios de Aracruz, o morango de Domingos Martins, além do mármore de Cachoeiro de Itapemirim tiveram espaço no desfile. Na hora de Vila Velha, os estudantes destacaram a história de Vasco Coutinho, o Convento de Penha e o congo. “Apresentamos um desfile multicultural, no qual a diversidade foi a principal característica. Foi uma bela celebração, pois a cidade merece todas as homenagens”, enfatizou o secretário de educação de Vila Velha, Roberto Beling.

Também desfilaram no Centro, representantes dos diplomados da Escola Superior de Guerra (Adesg), o Grupo Escoteiro Barão do Teffé e representantes do polo da Universidade Aberta de Brasil, com sede na Prainha de Vila Velha. Diversas autoridades acompanharam o desfile do palanque: membros do Governo do Estado, Prefeitura de Vila Velha (secretários e subsecretários municipais), deputados estaduais, além de vereadores. O prefeito de Viana, Gilson Daniel, também prestigiou o evento. 

Comentários

Mais lidas

Projeto Emdoremi comemora 7 anos com apresentação em Vila Velha

Dan Abranches no The Voice Brasil

Com música até em francês, Gabi Brown lança o álbum "Zeugma"