Pular para o conteúdo principal

Budah reafirma sua voz no R&B com "Velha Brincadeira"

Dissecar as várias possibilidades de narrativas que envolvem o amor é algo complexo. De música em música, a rapper capixaba Brenda Rangel, a Budah, percorre esse caminho ao mesmo passo que descobre a pluralidade de ritmos que habitam em seu eu artístico.

A cantora Budah reafirma sua voz no R&B. (FOTO: Melina Furlan)
Inspirada pelo R&B de nomes como a cantora norte-americana H.E.R. e pela linha melódica presente na obra de outros artistas brasileiros, como Vanessa da Mata (MT) e Rael (SP), a capixaba estreia Velha Brincadeira. Esta é a primeira canção depois de sua participação no disco Nu, do rapper Djonga (MG).

"Eu sempre falo de amor nas músicas e, dessa vez, não foi diferente. A ideia é de que jogar, no amor, não é legal. É possível ter algo sincero e verdadeiro com alguém sem precisar passar por certas situações", conta a cantora. Na composição, ela retoma a dinâmica da brincadeira de esconde-esconde para simbolizar os jogos emocionais.

Budah contou com a produção de Rodolfo Simor, do selo Casulo, para apresentar novas texturas musicais ao ir na contramão dos mais de quinze singles que apresentou até então. 

Nesta nova faixa, a estética com efeitos vocais dos sons que lançou anteriormente dá lugar a um vocal limpo e carregado de leveza. "É uma faixa que quebra essa visão de ‘rapper’ em relação a mim e mostra que eu posso ir por vários caminhos para experimentar na música", conclui.


A letra da música:
Sua vida só vai fazer...
Sentido quando eu tiver...
Te amando pelas praias das Bahamas
Você dizendo alto que me ama
O que quiser me dizer
Vou sempre querer ouvir
Aumenta o tamanho dessa cama
Durmo com você mais de uma semana

Sabe aquela velha brincadeira que a gente se esconde?
Não quero mais brincar, oh no
Não dá mais pra brincar, oh no
Sabe aquela velha brincadeira que a gente se esconde?
Não quero mais brincar, oh no
Não dá mais pra brincar, oh no

E se a gente fosse a gente só
Não ligasse pra mais nada que não seja nossa estrada
Ver como é o futuro por si só
Será nossa fortaleza, e brindar nossa riqueza

Eu quero te ver bem
Eu quero te ter comigo
Não cabe mais ninguém
Só com você faz sentido
Eu quero te ver bem
Eu quero te ter comigo
Não cabe mais ninguém
Só com você faz sentido

Sabe aquela velha brincadeira que a gente se esconde?
Não quero mais brincar, oh no
Não dá mais pra brincar, oh no
Sabe aquela velha brincadeira que a gente se esconde?
Não quero mais brincar, oh no
Não dá mais pra brincar, oh no
Sabe aquela velha brincadeira que a gente se esconde?
Não quero mais brincar, oh no
Não dá mais pra brincar, oh no
Sabe aquela velha brincadeira que a gente se esconde?
Não quero mais brincar, oh no
Não dá mais pra brincar, oh no

Ficha técnica
Música: Velha Brincadeira
Data de lançamento: 1º de junho
Produção: Rodolfo Simor no Estúdio Bravo
Violão, rhodes, baixo e beat: Rodolfo Simor
Violão: Léo Norbim
Mixagem e masterização: Rodolfo Simor
Fotografia: Melina Furlan

Comentários

Mais lidas

Agenda Capixaba #39

Monia se apresenta com o Monialisa Sunset, no próximo domingo (26)

Agenda Capixaba #40