Pular para o conteúdo principal

Toponímias capixabas de origem indígena

Os estudiosos linguistas pesquisam, na toponímia, os nomes próprios dos lugares, suas origens e evolução. E no Espírito Santo há um vasto material e conjunto de palavras que dão nome à diferentes pontos e localidades.

Muitos munícipios capixabas tem nomes indígenas. (FOTO: Reprodução)
São cidades, rios, montanhas, lagos e distritos, originalmente povoados pelos índios, e que com o tempo formaram munícipios ou locais de grande importância para o capixaba.

O livro de José Wlademiro Emery de Carvalho, Topônimos e Epônimos Capixabas, editado em 1999 pelo Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo (IHGES), nos trás alguns exemplos desses topônimos e seus significados na língua tupi-guarani, puri ou aimoré.

Na obra citada, o autor concentra-se em apresentar hipóteses de tradução para topônimos do Estado a partir de conhecimentos linguísticos sobre tupi e sobre história do Espírito Santo.

Os topônimos são "expressão linguístico-social que reflete aspectos culturais de um núcleo humano existente ou preexistente; (estudo da motivação dos nomes próprios dos lugares". 

A partir desse conceito é possível buscar os nomes que as populações indígenas, pré-existentes à chegada do colonizador português, designaram para esses topos.

Exemplos de toponímia:
Apiacá - homem do mato
Aracê - a aurora
Araçatiba - sítio dos araçás
Araguaia - papagaios mansos
Bacutia - mudar de direção
Brejetuba - árvore de madeira rija
Camburi - rio de leite, isto é, de espuma branca
Carapina - tirar a casca grossa, descascar, lavrar
Cariacica - pedaço de acari (cascudo)
Guaçuí -  rio dos veados
Guarapari - curral das garças
Guriri - o rio dos bagres
Ibatiba - o frutal, o pomar
Ibitirama - o monte alto, a montanha
Iconha - rios unidos, rio duplo, serra ligada a outra
Iriritiba (Reritiba) - sítio das ostras
Itabapoana - pedra levantada, pedra suspensa
Itaguaçú - pedra grande, ou pedra furada que serve de âncora às embarcações 
Itanguá - baixa das conchas
Itapemirim - caminho pequeno de pedras
Itapoca - pedra furada
Itapuã - pedra erguida
Itaquari - pedra furada
Itarana -  pedra fragmentária
Itaúnas - a pedra preta, o ferro
Iúna - rio pardo
Jacaraípe - caminho de jacaré, ou rios dos carais
Jucu - espécie de canela brasileira
Jucutuquara - buraco da ponta, ou buraco de coruja
Marataízes - canais do mar
Maruípe - caminho dos maruís
Meaípe - torta de mandioca doce
Muqui - a ponta da lança
Piúma - epiderme ou casca escura
Ubú - a terra, o chão
Una - preto

Comentários

Mais lidas

Grandes atrações musicais nas festas do município de Fundão

Professor capixaba de dança lança videodança online

Em primeiro single após “rebatismo”, Thiago Maré lança “Marés” no dia do seu aniversário