Pular para o conteúdo principal

Toponímias capixabas de origem indígena

Os estudiosos linguistas pesquisam, na toponímia, os nomes próprios dos lugares, suas origens e evolução. E no Espírito Santo há um vasto material e conjunto de palavras que dão nome à diferentes pontos e localidades.

Muitos munícipios capixabas tem nomes indígenas. (FOTO: Reprodução)
São cidades, rios, montanhas, lagos e distritos, originalmente povoados pelos índios, e que com o tempo formaram munícipios ou locais de grande importância para o capixaba.

O livro de José Wlademiro Emery de Carvalho, Topônimos e Epônimos Capixabas, editado em 1999 pelo Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo (IHGES), nos trás alguns exemplos desses topônimos e seus significados na língua tupi-guarani, puri ou aimoré.

Na obra citada, o autor concentra-se em apresentar hipóteses de tradução para topônimos do Estado a partir de conhecimentos linguísticos sobre tupi e sobre história do Espírito Santo.

Os topônimos são "expressão linguístico-social que reflete aspectos culturais de um núcleo humano existente ou preexistente; (estudo da motivação dos nomes próprios dos lugares". 

A partir desse conceito é possível buscar os nomes que as populações indígenas, pré-existentes à chegada do colonizador português, designaram para esses topos.

Exemplos de toponímia:
Apiacá - homem do mato
Aracê - a aurora
Araçatiba - sítio dos araçás
Araguaia - papagaios mansos
Bacutia - mudar de direção
Brejetuba - árvore de madeira rija
Camburi - rio de leite, isto é, de espuma branca
Carapina - tirar a casca grossa, descascar, lavrar
Cariacica - pedaço de acari (cascudo)
Guaçuí -  rio dos veados
Guarapari - curral das garças
Guriri - o rio dos bagres
Ibatiba - o frutal, o pomar
Ibitirama - o monte alto, a montanha
Iconha - rios unidos, rio duplo, serra ligada a outra
Iriritiba (Reritiba) - sítio das ostras
Itabapoana - pedra levantada, pedra suspensa
Itaguaçú - pedra grande, ou pedra furada que serve de âncora às embarcações 
Itanguá - baixa das conchas
Itapemirim - caminho pequeno de pedras
Itapoca - pedra furada
Itapuã - pedra erguida
Itaquari - pedra furada
Itarana -  pedra fragmentária
Itaúnas - a pedra preta, o ferro
Iúna - rio pardo
Jacaraípe - caminho de jacaré, ou rios dos carais
Jucu - espécie de canela brasileira
Jucutuquara - buraco da ponta, ou buraco de coruja
Marataízes - canais do mar
Maruípe - caminho dos maruís
Meaípe - torta de mandioca doce
Muqui - a ponta da lança
Piúma - epiderme ou casca escura
Ubú - a terra, o chão
Una - preto

Comentários

Mais lidas

Muita arte com 66 apresentações artísticas gratuitas das regiões Central e Sul do ES

Rappers lançam videoclipe contra o presidente do Brasil

Rosa Chá lança seu segundo single, "O Que Ficou Pra Trás", pelo selo Casulo