Pular para o conteúdo principal

Em meio a pandemia, Dia do Artista de Teatro é lembrado nesta quarta-feira (19)

Nesta quarta-feira (19), é Dia do Artista de Teatro no Brasil. Mas em meio a pandemia de Covid-19, com os teatros fechados e muitos espetáculos cancelados, poucos artistas e trabalhadores tem o que comemorar. Mas a quem tenha conseguido driblar as dificuldades.


O produtor cultural José Celso Cavalieri é o responsável pelo "Café com Zé". (FOTO: Gustavo Andrade/OMMC)
Nesta quarta-feira (19), é Dia do Artista de Teatro no Brasil. Mas em meio a pandemia de Covid-19, com os teatros fechados e muitos espetáculos cancelados, poucos artistas e trabalhadores tem o que comemorar. Mas a quem tenha conseguido driblar as dificuldades.

No cenário capixaba, o ator, diretor e produtor teatral José Celso Cavalieri, iniciou o projeto "Café com Zé", com lives no Instagram em que recebe artistas do teatro, cinema, música, circo e televisão, onde conversam sobre diversos assuntos. Foi a forma encontrada para manter atividades culturais.

O projeto teve início em maio e continuam, sempre as segundas, quartas e sextas-feiras, às 19 horas, no Instagram @josecelso.queirozcavalieri. Nesta quarta (19), por exemplo, José Celso conversa com a dançarina capixaba Heloísa Rocha.

"A ideia é promover um bate-papo sem roteiro com pessoas que fazem a arte acontecer. O resultado das entrevistas anteriores foi surpreendente e isso me incentivou a continuar com o projeto", afirma.

O Circuito Cultural Unimed Vitória, em sua 12ª edição, teve de se reformular, e neste ano ocorre de forma online. São ao todo seis peças teatrais transmitidas via mídias sociais de forma gratuita, até o dia 31 de outubro.

A primeira foi no último dia 7, em uma homenagem aos pais. O musical Amor de Pai foi produzido diretamente do Convento da Penha, em Vila Velha, com participação de Jeremias Reis, Mariana Coelho, Renato Casanova e Luana Eva.

No dia 29, será a vez do espetáculo O Canto da Guerreira, numa homenagem a cantora mineira Clara Nunes (1942-1983), com interpretação da cantora e atriz Monique Rocha, da Cia Makuamba, trazendo em cena seus sucessos, trajes e trejeitos. Será a partir de 20 horas.

Cena do espetáculo Amor de Pai, encenado no Convento da Penha. (FOTO: Camila Baptistin)
A data
O Dia do Artista de Teatro surgiu a partir do Decreto de Lei nº 6.533, de 24 de maio de 1978, que regulamenta as profissões de artistas e de técnico em espetáculos de diversões. A lei, mesmo sendo criada em 24 de maio, só entrou em vigor em 19 de Agosto de 1978, por isso a escolha desta data para homenagear esses artistas.

A data homenageia os profissionais que atuam em performances teatrais, tanto os atores e diretores, como também os responsáveis pela sonoplastia, iluminação e figurino, pois todas as funções são fundamentais para o sucesso de qualquer espetáculo teatral.

Vale lembrar que as representações teatrais acontecem no Brasil desde o século XVI, com encenações sobre temáticas religiosas. Nessa época, esses espetáculos tinham a intenção de catequizar a população. Nesse quesito, o padre jesuíta hoje São José de Anchieta é considerado o primeiro promotor da cultura no Brasil, sendo o pai do teatro e da literatura brasileira.

Mais tarde, com a vinda da família real portuguesa para o país, em 1808, os primeiros teatros começaram a surgir no Brasil.

Comentários

Mais lidas

Peregrino das Artes faz grafite decor na residência de músico capixaba

Vitória: Cidade Sol celebra 469 anos com diversos atrativos turísticos

"Zona de Conforto": Islan MC lembrará de momentos da carreira em novo álbum