Pular para o conteúdo principal

Websérie capixaba é indicada ao festival internacional Rio Webfest 2020

Das terras capixabas para o mundo. No último dia 11, o maior festival de webséries do mundo, o Rio Webfest, anunciou a lista de selecionados que concorrem ao evento este ano. Entre eles, se encontra a websérie Memórias Veleiras, fruto de um projeto de extensão de alunos da Universidade Federal do Espirito Santo (Ufes). A trama, que aborda problemáticas sociais de extrema importância, concorre na categoria de "Incentivo à Produção Digital Brasileira".

Registro dos bastidores das gravações da websérie. (FOTO: Divulgação)
Inicialmente produzida e gravada em 2018, a websérie, que conta com a direção de Lesley Sabaini, foi inteiramente produzida por alunos da universidade para o "Janela Universitária" – projeto que busca fomentar o desenvolvimento de produções audiovisuais e promover a cultura e a arte na Grande Vitória. Memórias Veleiras é a primeira websérie produzida pelo projeto de extensão da universidade e já conquistou espaço no festival.

O Rio Webfest acontece anualmente no Rio de Janeiro e reúne criadores e produções de todos os cantos do mundo. Produzido pela Charlotte Produções e Dendrobates Cultura, o evento oferece 65 prêmios por categoria, incluindo prêmios em dinheiro e oportunidades de apresentação do projeto para produtores da TV e internet. Além disso, os criadores também participam de painéis para falarem sobre os projetos e conferem demais palestras de diferentes temas relacionados com a criação digital.

A produção universitária que conquistou espaço no festival internacional apresenta o potencial da universidade capixaba, na promoção da cultura e contribui na disseminação da representatividade do estado pelo mundo. A equipe técnica da websérie contou com ajuda de estudantes da Ufes de diferentes cursos, como cinema e audiovisual, artes plásticas, publicidade e propaganda, música, entre outros.

"O produto é muito importante para valorizar a cultura capixaba, principalmente no que diz respeito ao audiovisual, cinema e teatro. Temos muitos atores que saíram do estado, alguns cineastas que conseguiram alcançar outros centros e países, mas ainda há pouco retorno", completa o diretor e produtor Lesley Sabaini.

Elenco da websérie reunido em registro da época das gravações, em 2018. (FOTO: Divulgação)
Primeira indicação
A indicação ao Rio Webfest 2020 é a primeira da websérie. "O coração está pulando de alegria e acho que quando estivermos mais pertinho do festival, vai pular mais ainda. A gente sonha, mas quando se torna realidade estar em um festival, são outras sensações e algo muito mais intenso. Isso está sendo super legal para nós", afirma o diretor.

Quem também integra o elenco é a atriz Giovanna Gomes, que interpreta a personagem Fernanda na trama. Giovanna já participou de outras edições do Rio Webfest e desta vez comemora a indicação de Memórias Veleiras

"É uma sensação incrível saber que mais um projeto do qual participei é um dos indicados nesta edição do Rio Webfest. É recompensador, tanto pela importância do festival, quanto pela qualidade do conteúdo que é selecionado. É muito gratificante ver mais uma produção daqui indicada e valorizada", reforça a atriz.

A série trata de questões importantes e relevantes de problemáticas sociais constantemente vividas pela população brasileira. Contextualizando o momento de pandemia em que os casos de violência doméstica aumentaram ainda mais, a trama traz, coincidentemente, a abordagem do assunto, mesmo tendo sido gravada em 2018, quando ainda não se vivia o isolamento social.

Memórias Veleiras conta a história de Flavinha, uma adolescente de 15 anos que se vê em total interesse de investigar o passado da família e descobre acontecimentos relacionados a uma tia durante a Ditadura Militar em 1964. Ao mesmo tempo, a adolescente descobre uma série de situações também vividas dentro de casa por  sua mãe Paula, que enfrenta a realidade de um relacionamento abusivo e da violência doméstica.

De acordo com a organização do festival, o evento acontecerá de forma presencial, mas com algumas restrições e obedecendo  ao distanciamento social. Para os  que não se sentirem seguros para participar presencialmente , o evento também acontecerá inteiramente de forma online possibilitando a participação de todos, tanto nos painéis, quanto nas palestras e na premiação.

Comentários

Mais lidas

OMMC Entrevista: Pimenta Banguela

Congo é sinônimo tradição e cultura no Espírito Santo

Com canções inéditas, My Magical Glowing Lens se apresenta no canal do Sesc Brasil