Pular para o conteúdo principal

Coletivo promove cultura do hip hop neste domingo em Vila Velha

Batalhas de MC's acontecerão durante evento. (FOTO: Divulgação)
O coletivo Batalha da Ponte, de Vila Velha, promove neste domingo (06), uma edição especial do evento que normalmente ocorre todas as semanas na praça Duque de Caxias, no Centro do município canela-verde.

Com atrações musicais, graffiti, malabares e batalhas de MC's, o 'Batalha da Ponte Especial', acontecerá a partir de 16h20, com entrada gratuita.

GanjaFlow, Louis e Rodolfo BeatBox, Outra Dimensão, DJ Erick Jack e Rana MC são as atrações confirmadas. O evento, organizado de forma independente, tem o intuito de promover a cultura do hip hop, especialmente o capixaba.

O evento inicialmente havia sido marcado para o dia 09 de julho, mas acabou sendo adiado devido ao tempo instável na Grande Vitória, que se confirmou com o dia chuvoso em Vila Velha na data. O coletivo inclusive divulgou uma nota em suas redes sociais esclarecendo o motivo.

O projeto Batalha da Ponte tem como objetivo propagar a cultura hip hop para os bairros de Vila Velha utilizando como ferramentas o rap, a literatura e as batalhas de rimas improvisadas que possuem como parâmetros a participação coletiva, a democratização e a descentralização da informação, da cultura e da arte.

Idealizado por MD Silva, desenvolve ações semanalmente no município canela-verde desde dezembro de 2014, promovendo batalhas de rimas improvisadas, saraus e uma biblioteca comunitária. Além do músico, Brunna Campos, Fred e Ronaldinho MC organizam os eventos, que acontecem todos os domingos na praça Duque de Caxias, no Centro, e são de livre acesso ao público.

Serviço
Batalha da Ponte Especial
Data e horário: 06/ago (domingo), às 16h20
Local: Praça Duque de Caxias, Centro, Vila Velha (ao lado da Biblioteca Municipal - Titanic)
Entrada: Gratuita
Evento no Facebook

Comentários

Mais lidas

TEMPO REAL: 'Equilibrium 8 Anos'

Destaques OMMC #31

Destaque da cena musical capixaba, Solveris comanda show na SubTrópico

Auri e Zé Maholics mostram a força da cena autoral capixaba em Vitória