Pular para o conteúdo principal

Espetáculo Epopeia de Gilgamesh retorna ao Carlos Gomes, em Vitória

Cena do espetáculo Epopeia de Gilgamesh. (FOTO: Divulgação)
Uma das obras mais antigas da história da humanidade, Epopeia de Gilgamesh será reapresentada em setembro em Vitória. O espetáculo é produzido e dirigido por um dos pioneiros da dança contemporânea no Estado, o bailarino Paulo Fernandes. Houveram duas apresentações na última semana - 1 e 2 de setembro - e ocorrerão outras duas nos próximos dias 21 e 22 de setembro, quarta e quinta-feira, respectivamente, às 20h00. Os ingressos custam R$ 5,00 (meia).

Epopeia de Gilgamesh traz ao palco uma linguagem interativa, utilizando como suporte, o teatro, dança, cinema, poesia e música para relatar a história sobre um rei que abandonou a cidade de Uruk, na antiga Suméria - atual sul do Iraque e Kuwait -, em busca da imortalidade. Se trata de um épico mesopotâmico escrito em torno de 2.000 a 4.000 a.C. A proposta de montagem do espetáculo, inédita no Espírito Santo, é fruto da pesquisa e elaboração de uma versão revisitada do renomado bailarino e coreógrafo capixaba Paulo Fernandes.

A obra reflete questões pertinentes na contemporaneidade, revendo valores humanos e culturais que evidenciam uma (re)significação das memórias ancestrais, sob as condições dos conflitos atuais. "Todo este legado histórico e arqueológico foi dizimado pelos jidahistas, sendo uma perda irreparável, uma barbárie em pleno século XXI. Esta obra anônima se constitui de fatores atemporais”, diz o diretor.

Seu processo de criação está repleto de recentes influências, como: a pintura de Michelangelo, a Criação de Adão, as infinitas escadas de Maurits C. Escher, o Jardim das Delícias de Hyeronimus Bosch e poesias de Hilda Hilst.

O artista comenta que o fato de escolher este referido épico, tem a ver com sua universalidade, que permite conectar o passado com o futuro, pois, a obra retrata também as condições humanas da contemporaneidade. "A saga do rei Gilgamesh mostra nossa relação com o mundo, a nossa busca constante do conhecimento, o eterno conflito do ser humano para entender a si mesmo, a natureza e o cosmo". 

O espetáculo é composto por 12 cenas com duração total de 50 minutos. Sua estreia aconteceu em maio deste ano. "A interatividade com o público gerou interesse de conhecer mais sobre a obra, trouxe novas informações sobre a história de povos e culturas milenares. Um dos objetivos da proposta é nos aproximarmos das instituições de ensino, tendo a arte como promovedora do conhecimento”, diz o diretor.

O espetáculo Epopeia de Gilgamesh possui apoio da Prefeitura de Vitória por meio da Lei Rubem Braga e patrocinado pelo Banestes em parceria com o restaurante Sabor Natura. Foi selecionado pela Secretaria de Estado da Cultura no edital de ocupação do Theatro Carlos Gomes.

Serviço
Espetáculo "Epopeia de Gilgamesh"
Data e horário: 21 e 22/set (quarta e quinta-feira), às 20h00
Local: Theatro Carlos Gomes - Praça Costa Pereira, s/n, Centro - Vitória
Ingressos: R$ 5,00 (meia)
Informações: (27) 3132-8398

Comentários

Mais lidas

Sucesso na web: música de Silva é interpretada por cantora mineira

Destaque da cena musical capixaba, Solveris comanda show na SubTrópico

Silva lança clipe de parceria com Anitta em música do novo álbum

Fredone Fone lança livro sobre o rap capixaba, em Vitória