Pular para o conteúdo principal

Milson Henriques morre aos 78 anos em Vitória

Milson Henriques é o criador da Marly, famosa personagem dos quadrinhos. (FOTO: Reprodução)
O cartunista, jornalista, escritor e ator Milson Henriques faleceu na madrugada deste sábado (25), em Vitória, aos 78 anos. O artista, referência para a cultura do Espírito Santo, enfrentava uma batalha contra a leucemia e estava internado desde março deste ano, no Hospital das Clínicas. O enterro está previsto para as 16h30, no Cemitério de Santo Antônio, também na capital capixaba.

Em Vitória desde 1964, Milson Henriques nasceu em São João da Barra, no Rio de Janeiro, em 1938. Adotou a cidade como sua e viveu boa parte da história recente da capital do Espírito Santo. Por seu apego à cidade, recebeu os títulos de Cidadão Capixaba e Cidadão Espírito-santense.

Trabalhou na Rede Gazeta durante quinze anos. No jornal A Gazeta foi chargista e ilustrador, na TV Gazeta apresentou, durante cinco anos, um programa infantil (apresentaria por mais dois anos na TV Tribuna). Realizou em Vitória diversos festivais de música, cinema e teatro. Recebeu vários prêmios de poesia, crônicas, contos e cartazes, entre eles a Medalha Olavo Bilac, oferecida pelo Exército Nacional “pelo trabalho em prol das crianças capixabas”. Pelo mesmo motivo foi indicado pelo MEC para o Prêmio Internacional Marconi.

Ministrou aulas de teatro na Fafi, em especial para pessoas da terceira idade e dirigiu o Teatro Estúdio e o Teatro Municipal de Vila Velha. Sua vida e obra foram tema da escola de samba Andaraí, em 2000 e 2012. No Festival Nacional de Teatro de Guaçuí seu espetáculo "O boom da poluição", já premiado anteriormente, levou sete prêmios em 2003. Em 2004 seu "Festival na insetolândia" foi ganhador de 06 prêmios.

           

Em 2011, a TV Educativa ES exibiu o documentário "Minha Vida não é só Teatro" - assista no vídeo acima, produzido por Anginha Buaiz, e que contou a história de Milson Henriques e sua contribuição para a cultura capixaba. O documentário falou sobre o pioneirismo de Milson em sua atuação na promoção de festivais de cinema, teatro e música e sua participação ativa na efervescência cultural, em Vitória, desde a década de 60. O artista lançou, em 2014, o livro infantil 'As Mudanças de Beto'. A obra colorida teve a renda revertida para a Associação Capixaba Contra o Câncer Infantil (Acacci).

Os quadrinhos da personagem Marly são publicados até hoje em um jornal capixaba. (FOTO: Reprodução de internet)
Criador da "Marly"
Em 1973, criou uma das mais conhecidas personagens das tirinhas capixabas, a simpaticíssima e solteirona Marly, que até hoje tem tiras publicadas no Caderno 2 do jornal A Gazeta. Em 1974, Marly chegou a fazer parte das revistas de quadrinhos Patota e Eureka, ao lado de personagens internacionais como Mafalda, Charlie Brown, Hagar, Zé do Boné, Kid Farofa e muitos outros.

Comentários

Mais lidas

Sucesso na web: música de Silva é interpretada por cantora mineira

Destaque da cena musical capixaba, Solveris comanda show na SubTrópico

Silva lança clipe de parceria com Anitta em música do novo álbum

Fredone Fone lança livro sobre o rap capixaba, em Vitória