Pular para o conteúdo principal

Ingrid Collares agita verão nas praias do Estado e fala da carreira

A cantora Ingrid Collares está com a agenda cheia para está temporada de verão com shows em Conceição da Barra e Aracruz. Um ano após iniciar carreira solo depois de uma pausa na carreira de cinco anos para concluir o curso de Direito, ela vê com bons olhos a experiência desse projeto próprio que e diz já tem dado resultado. Fruto disso é a maratona de shows que a capixaba tem pela frente.

A cantora Ingrid Collares está com a agenda cheia para este verão. (FOTO: Site oficial/Ingrid Collares)
No próximo sábado (10), em Conceição da Barra, no norte capixaba, inicia sua agenda em 2015 quando se apresenta no palco na Praça da Folia, na orla do município. Depois, são dois shows seguidos em Aracruz: no dia 31 de janeiro, no trio na Barra do Sahy, às 19h; e no dia 16 de fevereiro, no trio em Santa Cruz, às 20h. Fechando os shows, Ingrid volta a Conceição da Barra no dia 17 de fevereiro para se apresentar no palco na Praça da Folia dentro da programação de carnaval da cidade.

Capa do CD Offline, lançado em 2014. (FOTO: Divulgação)
Desde menina ela já sabia o que queria: ser uma estrela, Ingrid Colares Castro nasceu em Vitória e sua vocação para a música começou muito cedo com o apoio de Célio Meirelles, dono e guitarrista da banda Planeta Banana, que deu uma oportunidade a Ingrid, onde foi vocalista por um longo período. Em seguida, passou por outras bandas no Espirito Santo e por incentivo de sua mãe montou sua própria banda, Beijo da Loirinha, na época foi um período de grande aprendizado, onde conquistou um grande e fiel público.

Em 2013, aos 25 anos, decidiu trilhar carreira solo, o que se concretizou em 2014 com o álbum Offline. A música que dá título ao CD tocou por um bom período em várias rádios do Estado, Minas Gerais e do Sul da Bahia. Ingrid, que se destacou em outras bandas com o estilo calipso, apresenta hoje seus shows no estilo sertanejo mesclado com arrocha e forró.

ENTREVISTA - INGRID COLLARES, CANTORA
OMMC - Como foi iniciar carreira solo?
Ingrid - Iniciar carreira solo para mim foi uma experiência bem diferente, pois até então só havia trabalhado com bandas aqui na região, e quando você trabalha para outra empresa, não é a mesma coisa. Quando comecei meu trabalho solo, tive mais liberdade em todos os sentidos, na escolha dos meus músicos, na montagem do repertório, por exemplo. É muito bom você poder montar seu próprio show, eu adoro.

OMMC - E como é essa situação de estar com a agenda cheia?
Ingrid - Esse é meu primeiro verão, confesso que não esperava essa agenda. Estou agora, podendo mostrar mais do meu CD que foi lançado no início de 2014. Estou muito feliz com a aceitação que estamos tendo nesse verão.

OMMC - Qual foi o resultado do CD lançado em 2014?
Ingrid - O resultado do meu CD Offline foi melhor que eu poderia esperar. Fiz alguns shows durante o ano passado, algumas entrevistas em rádios e TVs, muitos jornais na região também publicaram o lançamento do meu álbum. Foi muito bom.

OMMC - Quais são suas maiores influências musicais atualmente?
Ingrid - Pode parecer estranho, mas o meu gosto musical é um pouco diferente do que eu canto (risos). Gosto muito do pop rock das antigas, Charlie Brown Jr, Capital Inicial, Paralamas. Mas também ouço muito e assisto vídeo clipes das cantoras Beyoncé, Rihanna e Adele, sou super fã.

Comentários

  1. Parabéns Ingrid ao longo dos anos pude acompanhar sua vontade de crescer e é isto...niguem pode atrapalhar quem nasceu pra vencer!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais lidas

5º Festival de Música nas Escolas: votação aberta para decidir vencedores

Viradão Vitória: muita cultura e agito no Centro da capital capixaba

Destaque da cena musical capixaba, Solveris comanda show na SubTrópico

Auri e Zé Maholics mostram a força da cena autoral capixaba em Vitória