Pular para o conteúdo principal

Festival Crias.Lab terá shows, mostra de audiovisual e debate com realizadores da série “MC Daleste”

A primeira etapa do Crias.Lab deste ano, projeto de comunicação e cultura voltado para jovens das comunidades periféricas, vai acontecer no próximo sábado (8), na Casa Caipora, no Centro de Vitória. Toda a programação é gratuita.

A cantora Ada Koffi vai se apresentar no Crias.Lab. (FOTO: Divulgação)
A quarta edição do festival vai incluir apresentação de DJ, mostra de curtas-metragens produzidos por estudantes universitários, debate com os realizadores da série documental MC Daleste – Mataram o Pobre Loco (Globoplay) e shows musicais com artistas que despontam na cena pop contemporânea do Espírito Santo.

O evento terá início às 14 horas, com apresentação do DJ Rareboy. Originário da periferia do Estado, Rareboy é conhecido por sua autenticidade e pelo mix de gêneros que incluem hip hop, funk retrô, Afrobeats, dub e groove, representando uma verdadeira expressão cultural de resistência.

Em seguida será realizada a mostra Cine.Crias, com exibição de cinco curtas-metragens realizados por estudantes universitários e bate-papo com os diretores da mostra, refletindo a produção de jovens cineastas em início de carreira.
 
Na sequência será exibido o primeiro episódio da série documental MC Daleste - Mataram o Pobre Loco, sobre a vida e morte do MC Daleste, precursor do funk paulista, baleado no palco em 2013.

Após a exibição haverá roda de conversa com os realizadores da série: Guilherme Belarmino (SP), Renan Ferreira (SP), David Faria (SP) e Eliane Scardovelli (SP), com mediação de Isabella Baltazar.

A banda Isqueiro Black é destaque no reggae nacional. (FOTO: Divulgação)
Música
O encerramento terá shows das atrações musicais Isqueiro Black, Mallu e Ada Koffi. Destaque no reggae nacional e vencedora do concurso New Generation Brasil Jamaica 2023, a banda Isqueiro Black traz uma sonoridade autêntica e repleta de mensagens positivas.

Atração seguinte, a cantora Mallu promete agitar o público com releituras do pop e do funk, acompanhada pelo DJ Vinni Tosta. Última atração da noite, a cantora e compositora Ada Koffi vai apresentar sua potente alquimia musical que percorre sonoridades da MPB, do pop latino e do rhythm and blues, juntamente com suas vivências autênticas da periferia.

A coordenadora geral do Crias.Lab, Thamires Amon, afirma que a curadoria do evento foi construída com o objetivo de oferecer uma programação diversificada e envolvente para celebrar a arte, a cultura e a diversidade local.

"O Crias.Lab é um evento que celebra a cultura urbana, dando voz às juventudes das comunidades periféricas. Nossa missão é capacitar jovens talentos e promover a democratização do acesso à produção cultural e comunicação digital”, destaca.

O Crias.Lab é uma realização da Puri Produções, por meio da Lei Rubem Braga da Prefeitura de Vitória.

Público no Crias.Lab no ano passado. (FOTO: Thais Gobbo/Divulgação)
Serviço
Crias.Lab 2024
Data e horário: 8/jun (sábado), a partir de 14h
Local: Casa Caipora - Rua Nestor Gomes, 168, Centro, Vitória
Entrada: Gratuita
Realização: Puri Produções, por meio da Lei Rubem Braga da Prefeitura Municipal de Vitória
Apoio: Co.liga, Globoplay e HUBES+

Programação:
14h-15h: DJ Rareboy (ES)

15h-16h: Cine.Crias - Mostra Novos Olhares
A Mostra Novos Olhares apresenta cinco curtas-metragens realizados por estudantes universitários, refletindo a produção atual de jovens cineastas no início de suas carreiras: 
“Reticências” (direção: Maria Carolina Palermo)
“Fala, Vô!” (direção: Felipe Risallah)
“Inexorável” (direção: Aline Galini)
“Jabuticabas” (direção: Davi Alves)
“Sintoma” (direção: Matheus Borges)

16h-17h30: Bate-papo com os diretores da Mostra Novos Olhares
Participação de Adryelisson (ES) e de cinco realizadores universitários, com mediação de Felipe Risallah (ES) e apresentação de Isabella Baltazar (ES). Os diretores discutirão suas obras e as perspectivas sobre a produção audiovisual brasileira atual.

17h30-18h: DJ Rareboy (Residente)

18h-19h40: Exibição do primeiro episódio da série documental “MC Daleste - Mataram o Pobre Loco” (Globoplay)
A série aborda a vida e a morte do MC Daleste, uma das principais vozes do funk de São Paulo, morto a tiros em 2013. O documentário reúne depoimentos de familiares, amigos e autoridades, destacando a importância de Daleste para a música e o funk nacional.

19h40-21h: Bate-papo com os realizadores do documentário “MC Daleste”
Com Guilherme Belarmino (SP), Renan Ferreira (SP), David Faria (SP) e Eliane Scardovelli (SP), e mediação de Isabella Baltazar (ES). A conversa abordará o cenário do documentário na era do streaming e os desafios de contar histórias trágicas.

Comentários

Mais lidas

Arraiá do Shopping Montserrat terá quatro dias de festa com shows gratuitos e aulas de forró

Santa Teresa se prepara para um 2024 histórico: 150 anos de imigração italiana no Brasil

Formemus 2024 abre chamamento para Pitching Musical