Pular para o conteúdo principal

Vitória: Cidade Sol celebra 469 anos com diversos atrativos turísticos

Dona de um dos centros históricos mais antigos do país e formada por um arquipélago de 33 ilhas, Vitória, capital do Espírito Santo, comemora, nesta terça-feira (8), 469 anos. A Cidade Sol, como é conhecida, esbanja belezas naturais, cultura, gastronomia e história ímpares, além de um povo acolhedor, o que a tem tornado um destino turístico nacional em ascensão.

A capital Vitória vista do Convento da Penha, em Vila Velha. As cidades são ligadas pela Terceira Ponte. (FOTO: Gustavo Andrade/OMMC)
Entre os atrativos, a localidade se destaca pelos vários parques urbanos, trilhas com mirantes e monumentos naturais, entre eles, o Penedo de Vitória, a Pedra da Cebola e a Pedra dos Olhos.

Mas quem pensa que Vitória se resume a esses pontos turísticos está enganado. Quem for à cidade não pode deixar de provar a culinária local, liderada pela deliciosa Moqueca Capixaba e que está presente no cardápio da maioria dos restaurantes da capital.

Diferente das demais moquecas do país, o prato tem em sua receita o urucum, que dá cor ao alimento, e o azeite de oliva. Outra distinção é a preparação na panela de barro, feita pelas artesãs do bairro da capital, Goiabeiras Velha. Elas moldam, queimam e tingem o recipiente com cascas tiradas diretamente de manguezais.


Artesãs de Goiabeiras preparam as panelas de barro típicas do estado. (FOTO: Vitor Jubini/MTur)
Após se deliciar com os quitutes capixabas, os turistas não podem deixar de passar no Centro Histórico da cidade. A capital possui um dos mais antigos do país, ao lado de São Paulo (SP) e Ouro Preto (MG), e conta com igrejas, museus, teatros e escadarias que detalham a cultura vitoriense. 

O Theatro Carlos Gomes, por exemplo, é um dos mais visitados pelos turistas. Seu projeto arquitetônico foi baseado em uma mistura de estilos em que predomina o neoclassicismo. Em 1983, o local foi tombado pelo Conselho Estadual de Cultura.

Os turistas podem conhecer, ainda, o Convento de São Francisco, considerado por muitos historiadores a segunda construção franciscana mais antiga do Brasil, e a Igreja Nossa Senhora do Monte Carmo, que teve sua fachada tombada em 1984, também, pelo Conselho Estadual de Cultura. 

O Centro Histórico ainda guarda a Catedral Metropolitana de Vitória, as Igrejas de São Gonçalo e do Rosário e o Convento do Carmo. A capital ainda oferta ao turista as famosas escadarias, que dão acesso a cidade alta e as igrejas.

Praias
Agora, para quem quiser pegar um sol em Vitória, opções não faltam. A Praia de Camburi é a maior da capital e uma das mais visitadas. É lá que acontecem os principais eventos esportivos, como torneios nacionais e mundiais de vôlei de praia, futebol de areia, campeonatos de vela, entre outros.

Os turistas ainda podem visitar o píer de Iemanjá, um dos principais pontos turísticos da região. Quem for adepto dos esportes aquáticos, a praia Curva da Jurema é uma boa opção. E ainda tem a Praia das Castanheiras, que possui pequenas piscinas naturais, além do mar aberto.

Com informações do Ministério do Turismo

Comentários

Mais lidas

Congo é sinônimo tradição e cultura no Espírito Santo

OMMC Entrevista: Pimenta Banguela

Cia. Vitória-Régia lança vídeo da coreografia do hit "Oh Juliana"