Pular para o conteúdo principal

Banda de psicodelia capixaba fará turnê pelo Nordeste

A segunda visita da banda My Magical Glowing Lens ao Nordeste brasileiro promete ser arrebatadora. Até agora, o conjunto liderado pela colatinense Gabriela Deptulski confirmou 10 shows em 25 dias – dois deles, inclusive, no Festival DoSol, em Natal, no Rio Grande do Norte. As apresentações acontecerão durante os dias 11 e 12 de novembro.

O pontapé do tour – que será na companhia da banda carioca Ventre – acontece daqui a pouco mais de duas semanas, no dia 20, em Olinda, em Pernambuco. Ao que tudo indica, o último show antes de que a banda capixaba retorne para casa acontece um dia após a última data no DoSol, em Maceió, em Alagoas.

My Magical Glowing Lens fará shows pelo Nordeste: Natal, Maceió e Olinda receberão a banda capixaba. (FOTO: Felipe Amarelo)
Mesmo que o MMGL já tenha se apresentado em outras cidades brasileiras, a oportunidade de realizar turnês em outra regiões do país é uma chance de receber uma resposta do público às camadas lisérgicas produzidas por Gabriela (vocal e guitarra), Gil Mello (baixo), Henrique Paoli (bateria) e – de volta à banda – Pedro Moscardi (teclados). "É até engraçado porque a recepção é boa", comemora Gabi, como é conhecida a vocalista e guitarrista, sobre a recepção em outras cidades. “Em todo lugar que a gente toca tem muita gente. Todo mundo participa muito, mesmo não sendo um show convencional porque a gente improvisa muito...”, complementa.

'Cosmos'
Assim que voltar da maratona de shows no Nordeste, Gabi promete focar na gravação do primeiro álbum do My Magical Glowing Lens. A expectativa é que, ainda no final de novembro, ela se mude para Itapina, distrito localizado no interior de Colatina. Por lá, nascerá Cosmos. “Vou gravar as bases lá e depois, na Casa Verde (em Vitória), gravo com o pessoal”, explica.


O nome do disco, o primeiro desde o EP de estreia lançado em dezembro de 2013, é inspirado na série televisiva homônima do físico americano Carl Sagan (1934-1996). Hoje, a série tem uma nova cara: o também físico Neil deGrasse Tyson. Com 12 músicas e previsão de ser lançado nos primeiros meses do próximo ano, o álbum do MMGL será diferente do primeiro EP e deve ter um som mais encorpado. “Acho que a diferença... talvez ele (o disco) esteja mais espacial, com um som mais cheio e mais cru”, conclui Gabriela.

Fonte: A Gazeta

Comentários

Mais lidas

Silva lança clipe de parceria com Anitta em música do novo álbum

Fredone Fone lança livro sobre o rap capixaba, em Vitória

Sucesso na web: música de Silva é interpretada por cantora mineira

História e turismo: aventura e desafios do Mestre Álvaro