Pular para o conteúdo principal

Banda de psicodelia capixaba fará turnê pelo Nordeste

A segunda visita da banda My Magical Glowing Lens ao Nordeste brasileiro promete ser arrebatadora. Até agora, o conjunto liderado pela colatinense Gabriela Deptulski confirmou 10 shows em 25 dias – dois deles, inclusive, no Festival DoSol, em Natal, no Rio Grande do Norte. As apresentações acontecerão durante os dias 11 e 12 de novembro.

O pontapé do tour – que será na companhia da banda carioca Ventre – acontece daqui a pouco mais de duas semanas, no dia 20, em Olinda, em Pernambuco. Ao que tudo indica, o último show antes de que a banda capixaba retorne para casa acontece um dia após a última data no DoSol, em Maceió, em Alagoas.

My Magical Glowing Lens fará shows pelo Nordeste: Natal, Maceió e Olinda receberão a banda capixaba. (FOTO: Felipe Amarelo)
Mesmo que o MMGL já tenha se apresentado em outras cidades brasileiras, a oportunidade de realizar turnês em outra regiões do país é uma chance de receber uma resposta do público às camadas lisérgicas produzidas por Gabriela (vocal e guitarra), Gil Mello (baixo), Henrique Paoli (bateria) e – de volta à banda – Pedro Moscardi (teclados). "É até engraçado porque a recepção é boa", comemora Gabi, como é conhecida a vocalista e guitarrista, sobre a recepção em outras cidades. “Em todo lugar que a gente toca tem muita gente. Todo mundo participa muito, mesmo não sendo um show convencional porque a gente improvisa muito...”, complementa.

'Cosmos'
Assim que voltar da maratona de shows no Nordeste, Gabi promete focar na gravação do primeiro álbum do My Magical Glowing Lens. A expectativa é que, ainda no final de novembro, ela se mude para Itapina, distrito localizado no interior de Colatina. Por lá, nascerá Cosmos. “Vou gravar as bases lá e depois, na Casa Verde (em Vitória), gravo com o pessoal”, explica.


O nome do disco, o primeiro desde o EP de estreia lançado em dezembro de 2013, é inspirado na série televisiva homônima do físico americano Carl Sagan (1934-1996). Hoje, a série tem uma nova cara: o também físico Neil deGrasse Tyson. Com 12 músicas e previsão de ser lançado nos primeiros meses do próximo ano, o álbum do MMGL será diferente do primeiro EP e deve ter um som mais encorpado. “Acho que a diferença... talvez ele (o disco) esteja mais espacial, com um som mais cheio e mais cru”, conclui Gabriela.

Fonte: A Gazeta

Comentários

Mais lidas

Peregrino das Artes faz grafite decor na residência de músico capixaba

Série capixaba "Não Sabe Brincar, Não Desce to Play" estreia dia 13 de setembro

"Zona de Conforto": Islan MC lembrará de momentos da carreira em novo álbum