Pular para o conteúdo principal

Projeto Feijoada grava DVD ao vivo em Vitória

O grupo Projeto Feijoada vai gravar o primeiro DVD da carreira em apresentação gratuita no Ilha Shows, em Vitória, na quarta-feira (2), às 21h. Vários músicos participam do evento, entre eles BNegão e Arlindo Neto. O ingresso pode ser retirado nas lojas Bahamas, Zepellin e no Bicho Guloso. Doações de alimentos e roupas serão aceitos nos pontos e depois entregues ao Asilo de Vitória e para a Associação Beneficiente da Criança e do Adolescente da Barra do Jucu.

O grupo Projeto Feijoada grava o DVD 'Pode chegar', no ilha Shows, em Vitória. (FOTO: Divulgação)
O DVD Pode Chegar contará com a participação especial dos músicos BNegão, Gabriel Moura e Arlindo Neto. A banda, que tem seis integrantes, vai ganhar o apoio de outros seis músicos de base para a apresentação: o trombonista e o saxofonista do Paralamas do Sucesso, Bidu e José Monteiro, o trompetista do Los Hermanos Bubu Silva, o multiinstrumentista capixaba Lucas Arruda, o percusionista da banda Casaca, Anderson Paiva, a professora de canto Aline Hrasko e a sambista Nina Rosa.

No novo trabalho, que também terá uma versão em CD, o grupo investirá em releituras de clássicos do samba e da MPB, deixando um pouco de lado o trabalho autoral que marca a banda. O vocalista Flávio Marão contou que a escolha veio de uma conversa que a banda teve.  "Gostamos muito de fazer releituras, é bom mostrar de um jeito diferente o que já foi feito. Escolhemos as melhores releituras que já fizemos para tocar no show. Já tem tempo que queríamos gravar o DVD, porque os CDs e EPs gravados em estúdio são frios e não mostram o que acontece nos palcos. Queríamos mostrar para o público como é no palco", disse Flávio.

Projeto Feijoada
O Projeto Feijoada foi formado há quase seis anos em Cachoeiro de Itapemirim, na região Sul do Espírito Santo, tocando em bares e entre amigos. "A gente começou tocando em botecos, em volta de uma mesa, nunca em palco. Depois a procura foi aumentando e a gente teve que  ir para o palco, mas levamos a mesa para cima, para lembrar como a gente começou e trazer o clima", disse o vocalista da banda.

O grupo já abriu shows de grandes artistas brasileiros, como Marcelo D2, Diogo Nogueira e Arlindo Cruz. Eles também já fizeram uma turnê internacional, levando a mistura do samba com a música black a cinco países.

Fonte: G1 Espírito Santo

Comentários

Mais lidas

Peregrino das Artes faz grafite decor na residência de músico capixaba

Série capixaba "Não Sabe Brincar, Não Desce to Play" estreia dia 13 de setembro

"Zona de Conforto": Islan MC lembrará de momentos da carreira em novo álbum